Nossos Serviços

  • USO ADEQUADO E CONSERVAÇÃO DE EPIS E EPC
    Os cuidados com os equipamentos de proteção garantem a segurança dos trabalhadores, pois mantêm sua eficácia. A conservação garante maior durabilidade, reduzindo custos para as empresas com substituições desnecessárias. Equipamentos mal conservados podem oferecer desconforto durante a utilização e representar riscos para a saúde dos trabalhadores. Portanto, as indústrias devem estabelecer normas ou procedimentos para promover o uso, a higienização, a conservação, a manutenção e a reposição dos EPIs e EPCs, visando garantir as condições de proteção originalmente estabelecidas.
  • INICIO DAS ATIVIDADES NA CONSTRUÇÃO CIVIL
    Riscos inerentes a cada função NR 18 A Indústria da Construção Civil é uma atividade econômica que envolve tradicionais estruturas sociais, culturais e políticas. É nacionalmente caracterizada por apresentar um elevado índice de acidentes de trabalho, está em segundo lugar na freqüência de acidentes registrados em todo o país. Esse perfil pode ser traduzido como gerador de inúmeras perdas de recursos humanos e financeiros no setor. Os acidentes de trabalho têm sido freqüentemente associados a patrões negligentes que oferecem condições de trabalho inseguras e a empregados displicentes que cometem atos inseguros. No entanto, sabe-se que as causas dos acidentes de trabalho, normalmente, não correspondem a essa associação, mas sim às condições ambientais a que estão expostos os trabalhadores e ao seu aspecto psicológico, envolvendo fatores humanos, econômicos e sociais.
  • PRIMEIROS SOCORROS
    Tratam-se de procedimentos de emergência, os quais devem ser aplicados a vítimas de acidentes, mal súbito ou em perigo de vida, com o intuito de manter sinais vitais, procurando evitar o agravamento do quadro no qual a pessoa se encontra. É uma ação individual ou coletiva, dentro de suas devidas limitações em auxílio ao próximo, até que o socorro avançado esteja no local para prestar uma assistência mais minuciosa e definitiva.
  • LAUDOS ERGONÔMICOS
    Risco Ergonômico é um dos tipos de riscos que possa afetar a integridade física ou mental do trabalhador. Existem os ricos Físicos, Químicos, Biológicos e Ergonômicos. Dentro dos riscos ergonômicos está a má postura, manuseio de pêsos, movimentos repetitivos, organização do trabalho (demanda, cobranças, exploração, abuso...), turnos de trabalho, ritmo acelerado dentre outros.
  • TRABALHO EM ALTURAS
    A execução de trabalhos em altura expõe os trabalhadores a riscos elevados, particularmente quedas, frequentemente com consequências graves para os sinistrados e que representam uma percentagem elevada de acidentes de trabalho. Toda empresa é obrigada a fornecer aos empregados gratuitamente, EPI adequado ao risco e em perfeito estado de conservacao e funcionamento
  • CIPA E CIPATR
    CIPA é a sigla para Comissão Interna de Prevenção de Acidentes que visa à prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, buscando conciliar o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde de todos os trabalhadores. Ela é composta de representantes dos Empregados e do Empregador, seguindo o dimensionamento estabelecido, com ressalvas as alterações disciplinadas em atos normativos para os setores econômicos específicos.
  • FORMAÇÃO DE BRIGADA DE INCÊNDIO
    (Podemos Terceirizar) Capacitar, atualizar e certificar profissionais em conformidade com a NBR-14276, nas ações de prevenção e combate a princípios de incêndios. Instrumentalizar os participantes do curso a procederem de forma segura, de modo a garantir sua própria segurança, das possíveis vítimas e do patrimônio em risco.

orcamento